Comissão Especial do Marco Regulatório da Economia Colaborativa é implantada.

A indústria nacional de hotéis, liderados pela ABIH Nacional, afirma que, sem a devida regulamentação e contribuição com impostos pelo serviço, as plataformas internacionais de reservas de hospedagem atuam de maneira ilegal e abusiva economicamente. Diante dessa constatação, foi implantada na última semana, na Câmara dos Deputados, a Comissão Especial do Marco Regulatório da Economia Colaborativa, que pretende regulamentar serviços das plataformas internacionais. A comissão tem como presidente Herculano Passos (PSD-SP), com Thiago Peixoto (PSD-GO) como relator da matéria. A intenção, segundo os parlamentares, é criar segurança jurídica e condições justas para que os serviços de economia compartilhada não tenham vantagens econômicas sobre os negócios tradicionais e contribua com impostos.